Dissertações e teses produzidas entre os anos 2000 e 2017: uma contribuição para o cotidiano escolar

Palavras-chave: educação, cotidiano escolar, práticas pedagógicas

Resumo

Este artigo apresenta as contribuições teórico-metodológicas de um Programa de Pós-Graduação na área de Educação Escolar (PPGE). Problematiza as metodologias e orientações de escritas conservadoras, para tecer novas formas de pesquisar com as abordagens teóricas e os processos de criação dos cotidianos escolares. Analisa as dissertações e teses defendidas no Programa abrangendo os dezessete primeiros anos do século XXI. Tal análise da produção de sentidos em Educação fundamenta-se na abordagem qualitativa, de tipo bibliográfico-documental, e escolhe como lugar investigativo as relações com o conhecimento vivido. Debruça-se sobre a produção acadêmica deste PPGE e dele recolhe diferentes sentidos que se podem produzir, ao aproximar o campo conceitual dos cotidianos com as práticas inventivas recolhidas nas dissertações e teses. Os resultados apresentados por esta pesquisa evidenciam, pelas escritas e metodologias abordadas, um exercício de práticas pedagógicas diferenciais e transformadoras nos/dos/com os cotidianos de escolas públicas da cidade de Sorocaba, SP, e região.   

Biografia do Autor

Alda Romaguera, Universidade de Sorocaba (UNISO)

Doutora e mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Graduada em Pedagogia pela mesma universidade. Pesquisadora do Programa de pós-graduação em Educação/UNISO

Ana Cristina Silva, Universidade de Sorocaba (UNISO)

Graduada em Pedagogia pelo Instituto Superior de Educação do Paraná. Doutora e mestre em Educação pela Universidade de Sorocaba/UNISO. Professora da Educação Básica na rede Municipal de Sorocaba/SP.

Magda Bellini, Universidade de Sorocaba (UNISO)

Doutoranda e mestre em Educação pela Universidade de Sorocaba/UNISO. Graduada em história pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Sorocaba e em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e letras de Botucatu. Diretora de escola da rede municipal de São Roque/SP.

Vinícius Santos, Universidade de Sorocaba (UNISO)

Graduado em Psicologia pela Universidade Paulista/Campus Sorocaba/SP. Psicólogo e professor da educação básica.

Referências

ALMEIDA, Laura Helena Jamelli de. Cartas em três atos: Paulo Freire, Angel Vianna e o cotidiano escolar. 2016. 154 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2016.

ALMEIDA, Patrícia Neves de. O cotidiano escolar profanado com os jogos teatrais: o caso da escada. 2014. 98 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2014.

ALVES, Nilda; GARCIA, Regina Leite. (Org.). O sentido da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

ALVES, Nilda. A formação com as imagens. Revista Interinstitucional Artes de Educar, Rio de Janeiro, v. 2, n. Especial (Vozes da Educação), p. 235-252, jun./ out. 2016.

ALVES, Nilda; GARCIA, Alexandra; OLIVEIRA, Inês Barbosa. (Org.). Nilda Alves: praticantepensante de cotidianos. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

ALVES, Nilda Guimarães; FERRAÇO, Carlos Eduardo; GOMES, Marco Antonio O. Os cotidianos – espaçostempos de resistência e criação. Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 1026-38, set./dez., 2019.

BARCELOS, Valdo Hermes de Lima. Por uma Educação Ambiental nos Trópicos: Interculturais e Antropofagia. Santa Cruz do Sul. In: PREVE, Ana Maria Hoepers; GUIMARÃES, Leandro Belinaso; BARCELOS, Valdo; LOCATELLI, Julia Schadeck. (Org.). Ecologias inventivas: conversas sobre a educação. Santa Cruz do Sul: EdUnisc, 2012. p. 98-120.

BARCHI, Rodrigo. As pichações nas escolas: uma análise sob a perspectiva da educação ambiental libertária. 2006. 137 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2006.

BUARQUE, Chico. Cotidiano. Rio de Janeiro: Philips Records: 1971. [Música]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=dHYOVuq_Fco&list=OLAK5uy_kSp2kBhC5BFcpH8B6hQe8M_5fXIWUcvq4. Acesso em: 13 maio 2020.

CATUNDA, Marta. A, B, C, de encontros sonoros: entre cotidianos da educação ambiental. 2013. 293 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2013.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1998.

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze: uma realização de Pierre-André Boutang. Paris: Éditions Montparnasse, 1988. Disponível em: https://www.facebook.com/haluznasanalises/videos Acesso em: 3 set. 2019.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. São Paulo: Perspectiva, 2007.

FALCÃO, Maria José Braga. A professora de nada – na consciência da ausência uma presença possível: arte no espaço e tempo do cotidiano escolar. 2015. 230 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2015.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Currículos em redes. Curitiba: CRV Editora, 2016.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. 21. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 56. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 71. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2019.

GALLO, Silvio. Transversalidade e educação: pensando uma educação não-disciplinar. In: ALVES, Nilda; GARCIA, Regina Leite. (Org.). O sentido da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 17-40.

GERMANO, Marcia Aparecida Luna Rodrigues. Narrativas de idosos sobre a escola: uma leitura freireana. 2006. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2006.

GLISSANT, Édouard. Introdução a uma poética da diversidade. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.

GODOY, Ana. A menor das ecologias. São Paulo: EDUSP, 2008.

GOERGEN, Pedro. Formação integral do ser humano: apontamentos sobre estética e educação. In: ROMAGUERA, Alda Regina Tognini; PIMENTA, Maria Alzira de Almeida (Org.). Univer-Cidade em encontros: educação, cultura e arte. Sorocaba: Eduniso, 2017. p. 225-50.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Tradução de Maria Cristina F. Bittencourt. 21. ed. Campinas: Papirus, 2011.

GUIMARÃES, Leandro Belinaso; KRELLING, Aline Gevaerd; PEREIRA, Juliana Cristina; DAL PONT, Karina Rousseng. Ecologias Inventivas: experiências das/nas paisagens. Curitiba: Editora CRV, 2015.

HARDT, Michel; NEGRI, Antonio. Bem-estar comum. Rio de Janeiro: Editora Record, 2016.

HATOUM, Milton. Um solitário à espreita. [Crônicas]. São Paulo: Cia das Letras, 2013.

LIMA, Pedro Gomes. A educação menor para ser feliz: “piolhos” e “piolhiferações” no cotidiano escolar infantil. 2014. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2014.

MACHADO, Carmem Silva. Cotidiano escolar e arte: pedagogia do (des)encontro. 2019. 287 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2019.

MACHADO, Carmem Silva. Inspiração, conteúdo e leveza: Pina Bausch adentra o cotidiano escolar. 2014. 273 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2014.

MARTINS, Nataliane Isabela Oliveira. Ritmos de pensamento: rastros de cotidianos-educação. 2019. 247 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2019.

RAMOS, Andreia Teixeira. Mulheres no congo do Espírito Santo: práticas de re-existência ecologista com os cotidianos escolares. 2018. 319 f. Tese. (Doutorado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2018.

REIGOTA, Marcos; PRADO, Bárbara H. S. (Org.). Educação Ambiental: utopia e práxis. São Paulo: Cortez, 2008.

REZENDE, Ana R. A Educação Infantil como universo de pesquisa: teses e dissertações do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISO (1998-2015). 2016. 104 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2016.

ROMAGUERA, Alda Regina Tognini; ANDRADE, Elenise Cristina Pires. Problematizar pesquisas e educações: fissuras metodológicas em tons de criação. Revista Ensaios Pedagógicos, Sorocaba, SP, v. 4, n. 01, p. 17-26, jan./abr. 2020.

SILVA, Ariane Diniz. Cartas para Paulo Freire e sua rede: o cotidiano de extensão em uma universidade comunitária. 2017. 264 f. Tese (Doutorado em Educação) –Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2017.

SINTO, Carmensilvia Maria. Entre músicas cotidianas: manifestações musicais praticadas no cotidiano escolar. 2013. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, SP, 2013.

SPINK, Mary Jane Paris (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2013. [Edição Virtual].

SPINK, Mary Jane Paris. Viver em áreas de risco: reflexões sobre vulnerabilidades socioambientais. São Paulo: Editora Educ, 2018.

Publicado
2021-06-10
Seção
Artigos