Currículos da formação docente e práticas de subjetivação

  • Maria Isabel Edelweiss Bujes Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)

Resumo

A articulação entre os discursos da formação docente e as práticas pedagógicas da Educação Infantilconstituem o fulcro deste artigo. Situando a educação das crianças como um alvo biopolítico, segundo aperspectiva foucaultiana, examina-se como o movimento pela curricularização da educação da infânciae da formação de professoras vem se associando a uma crescente preocupação com os processos deprodução das subjetividades docentes e infantis. Problematizando as propostas para a educação dainfância de três especialistas europeus e de uma brasileira, discute-se o caráter técnico do Currículo,para identificá-lo como lugar de circulação de discursos que lutam para impor seus significados, forjaridentidades e posicionar os sujeitos ao descrever suas expectativas em relações a eles.

Biografia do Autor

Maria Isabel Edelweiss Bujes, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)
Doutora em Educação pela UFRGS. Professora no Programade Pós-Graduação em Educação da Universidade Luterana do Brasil (PPGEdu/ULBRA).

Referências

BUJES, Maria Isabel E. Infância e maquinarias. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

CANNELLA, Gaile The scientific discourse of education: predetermining the lives of others – Foucault, education and children. Contemporary Issues in Early Childhood, v. 1, n. 1, p. 36-44, 1999.

DAHLBERG, Gunilla; MOSS, Peter; PENCE, Alan. Beyond Quality in Early Childhood Education and Care. Londres: Falmer Press, 1999.

FOUCAULT, Michel. A governamentalidade. In: ______. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1993. p. 277-293.

______. O uso dos prazeres. In: ______. História da sexualidade. Rio de Janeiro: Graal, 1998. v. 2.

______. Aula de 17 de março de 1976. In: ______. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

HUNTER, Ian. Assembling the School. In: BARRY, A.; OSBORNE, T.; ROSE, N. (Ed.). Foucault and Political Reason. Chicago: The University of Chicago Press, 1996. p. 143-166.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, m. 19, p. 20-28, jan./fev./mar./abr. 2002.

Ó, Jorge Ramos do. O governo de si mesmo: modernidade pedagógica e encenações disciplinares do aluno liceal (último quartel do século XIX – meados do século XX). Lisboa: Educa, 2003.

______. A criança transformada em aluno: a emergência da psicopedagogia moderna e os cenários de subjectivação dos escolares a partir do último quartel do século XIX. In: SOMMER,

L. H.; BUJES, M. Isabel. Educação e cultura contemporânea. Canoas: Editora da ULBRA, 2006. p. 281-304.

PETERS, Michael. Pós-estruturalismo e filosofia da diferença. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

OLIVEIRA, Zilma R. de. Educação infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

PALAMIDESSI, Mariano I. El orden y detalle de las cosas enseñables. Porto Alegre: UFRGS, 2001. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

POPKEWITZ, Thomas S. Lutando em defesa da alma. A política do ensino e a construção do professor. Porto Alegre: ARTMED, 2001.

ROSE, Nikolas. Governing the soul: the shaping of the private self. Londres: Routledge, 1990.

______. Inventing Our Selves: Psychology, Power and Personhood. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

______. Governando a alma: a formação do eu privado. In: SILVA, T. T. da (Org.). Liberdades reguladas. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 30-45.

SIMOLA, Hannu; HEIKKINEN, Sakari; SILVONEN, Jusi. A catalog of possibilities: Foucaultian history of truth and education research. In: POPKEWITZ, T.; BRENNAN, Marie (Ed.). Foucault’s Challenge: Discourse, Knowledge and Power in Education. NewYork: Teacher’s College Press, 1998. p. 64-90.

TYLER, Deborah. Making better children. In: MEREDITH, D.; TYLER, D. Child and citizen: genealogies of schooling and subjectivity. Brisbane: Griffith University, 1993.

VARELA, Julia. Categorias espaço-temporais e socialização escolar: do individualismo ao narcisismo. In: COSTA, M. V. (Org.). Escola básica na virada do século: cultura, política e currículo. São Paulo: Cortez, 2000. p. 73-106.

VEIGA-NETO, Alfredo. Coisas de governo... In: RAGO, M.; ORLANDI, L.; VEIGA-NETO, A. Imagens de Foucault e Deleuze - ressonâncias nietzschianas. Rio de janeiro, DP&A, 2002. p. 13-34.

Publicado
2013-05-31
Seção
Artigos