Refletindo sobre Identidade Negra e Currículo nas Escolas Brasileiras: contribuições do multiculturalismo

  • Ana Canen

Resumo

O artigo trata das tensões inerentes à construção da identidade negra e suas implicações curriculares, a partir do olhar do multiculturalismo. O presente trabalho busca tecer reflexões sobre a construção da identidade negra e possíveis formas de incorporá-la no currículo das escolas brasileiras. Partindo da centralidade da questão face a recentes medidas políticas que visam garantir visibilidade e representatividade da identidade negra nos espaços educacionais ( tais como reserva de cotas para negros em universidades públicas, bem como a recente introdução, por parte do governo federal, da Lei n. 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que aponta para a obrigação da inclusão da temática "História e Cultura Afro-brasileira" no ensino fundamental e médio), busca-se pensar sobre o que está envolvido na construção da identidade negra e que possibilidades poderiam ser vislumbradas para que tais ações políticas pudessem, efetivamente, contribuir para currículos que caminhem no sentido de valorizar a identidade em questão sem recair em congelamento ou em perpetuação de estereótipos e preconceitos.

Referências

Assis, M. D. P. & Canen, A. (2003), Identidade Negra e Espaço Educacional: vozes, histórias e contribuições do multiculturalismo (submetido para publicação).

Billings, G. L. & Henry, A. (1999), Confundindo as Fronteiras: vozes da pedagogia libertadora africana nos Estados Unidos e no Canadá. In: Trindade, A. L. (org.), Multiculturalismo: mil e uma faces da escola. Rio de Janeiro: Ed. DP&A.

Canen, A. (2001a), Avaliação da Aprendizagem em Sociedades Multiculturais. Ed. Papel & Virtual, www.papelvirtual.com.br

Canen, A. (2001b), Relações Raciais e Currículo: reflexões a partir do multiculturalismo. In: Oliveira, I. (org.), Cadernos PENESB, vol. 3, pp. 63 - 77. Niterói: EdUFF.

Canen, A. & Moreira, A.F.B. (orgs.) (2001), Ênfases e Omissões no Currículo. São Paulo: Papirus Editora.

Canen, A. & Oliveira, A. M. (2002), Multiculturalismo e Currículo em Ação: um estudo de caso, Revista Brasileira de Educação, n. 21, pp. 61 - 74.

Castells, M. (1999), O Poder da Identidade. São Paulo: Ed. Paz e Terra.

D'Adesky, J. (2001), Pluralismo Étnico e Multiculturalismo: racismos e anti-racismos no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Pallas.

Gilroy, P. (2001), O Atlântico Negro. Rio de Janeiro: Ed. 34, UCAM.

Guimarães, A.S.A.(1999), Racismo e Anti-Racismo no Brasil. São Paulo: Ed. 34.

Grant, N. (2000), Multicultural Education in Scotland. Edinburgh: Dunedin Academic Press.

McLaren, P. (2000), Multiculturalismo Revolucionário. Porto Alegre: Ed. Artes Médicas.

Santos, B. S. (2001), Dilemas do Nosso Tempo: globalização, multiculturalismo e conhecimento, Educação e Realidade, v. 26, n.1, pp. 13-32.

Silva, T. T. (2000), Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Ed. Vozes.

Valente, A.L. (2001), Oportunidades Educacionais Oferecidas, Reivindicações Esvaziadas? IN: Oliveria, I. (org.), Cadernos PENESB, v.3, pp. 45 - 62. Niterói: EdUFF.

Veiga-Netto, A. (2002), Cultura e Currículo, Contrapontos, n.4, pp. 43-52.

Publicado
2013-11-05
Como Citar
Canen, A. (2013). Refletindo sobre Identidade Negra e Currículo nas Escolas Brasileiras: contribuições do multiculturalismo. Série-Estudos - Periódico Do Programa De Pós-Graduação Em Educação Da UCDB, (15). https://doi.org/10.20435/serie-estudos.v0i15.525
Seção
Dossiê