O futuro da escola e a escola do futuro na sociedade em rede: implicações para a formação e o trabalho docente

  • Sálua Cecilio Universidade de Uberaba.

Resumo

Propomo-nos, aqui, a discutir as alternativas de atuação e de sobrevivência da escola em uma sociedade que é questionada e chamada a dividir seus espaços educativos com outras agências formadoras. Em tal
cenário, a questão da formação e qualificação vem ganhando realce e, de um ou outro modo, afetando atodos nós, em intensidades e formas diferenciadas. Por isso, se nos apresentam alguns desafios e dentre
eles o de pensar sobre os sentidos dessa mudança para a nossa condição de sujeitos, cidadãos, profissionais e aprendizes. A partir de uma contextualização sócio-histórica, analisaremos os impactos que a
revolução global, mediada pelas Tecnologias da Informação e da Comunicação, traz para escola e para o
trabalho dos professores. Em especial, ressaltam-se as migrações que se fazem na escola ‘templo do saber’
para a escola co-gestora da informação.

Biografia do Autor

Sálua Cecilio, Universidade de Uberaba.
Doutora em Sociologia - USP-SP. Professora do Programa
de Pós-Graduação - Mestrado em educação - da Universidade
de Uberaba.

Referências

ASSMANN, Hugo. A metamorfose do aprender na sociedade da informação. Ciência da informação. Brasília, v. 29, n. 2, maio/ago. 2000. Disponível em: <www.scielo.br>.Acesso em: 4 set. 2003.

BARRETO, Raquel Goulart. Tecnologias na formação de professores: o discurso do MEC. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, jul./dez. 2003. Disponível em: <www.scielo.br>. Acesso em: 2 set. 2004.

BIANCHETTI, Lucídio. Da chave de fenda ao laptop: tecnologia e novas qualificações – desafios à educação. Petrópolis: Vozes; Florianópolis: UFSC, 2001.

BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento: de Gutemberg a Diderot. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CAMPOS, Augusto de. Do caos ao espaço liberal. Folha de São Paulo, São Paulo, 9 nov. 2003. Caderno Mais, p.10-11.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

COELHO, Marcelo. Sorria, você está sendo filmado. Folha de São Paulo, São Paulo, 23 mar. 2005. Caderno E, p.8.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DERTOUZOS, M. A revolução inacabada: como os computadores podem realmente mudar nossas vidas. São Paulo: Futura, 2002.

_____. O que será: como o novo mundo da informação transformará nossas vidas. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LOJKINE, Jean. A revolução informacional. São Paulo: Cortez, 1995.

MILLS, C. Wright. A imaginação sociológica . Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

NEGROPONTE, Nicholas. A vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

SANTOS, Laymert Garcia dos. Politizar as novas tecnologias: o impacto sócio-técnico da informação digital e genética. São Paulo: Ed. 34, 2003.

SEVCENKO, Nicolau. Sociedade do entretenimento. Folha de São Paulo, 9 jan. 2000. Caderno Mais. Seção Livros +.

VATTIMO, Gianni. A sociedade transparente. Lisboa: Edições 70, 1989.

Publicado
2013-09-20
Seção
Dossiê