Estudo de caso: estratégia de ensinagem no contexto da educação profissional e tecnológica

Palavras-chave: estratégia de ensino, estudo de caso, educação de jovens e adultos

Resumo

O presente estudo tem por objetivo conhecer sobre as estratégias de ensinagem na Educação Profissional e Tecnológica (EPT), de modo a compreender acerca do emprego do estudo de caso no contexto do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), em uma instituição de ensino federal. Para tanto, a partir de uma abordagem qualitativa, pautada na técnica bibliográfica e no relato de experiência, busca-se: a) examinar sobre as estratégias de ensinagem na EPT; b) refletir acerca do emprego do Estudo de Caso, enquanto estratégia de ensinagem no PROEJA. Conclui-se que o estudo de caso é uma estratégia de ensinagem importante e potencial no PROEJA para desenvolver a criticidade, a autonomia e a participação do estudante, por meio de imersão profissional, pesquisas de campo e em grupo. Além disso, permite explorar e compreender os fatores determinantes e consequentes da realidade, das rotinas e das práticas da situação-problema.

Biografia do Autor

Ana Sara Castaman, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)

Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Mestre em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI) e em Psicologia pela UNIJUÍ. Professora no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Docente permanente do programa de pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). Líder do Grupo de Pesquisa Políticas Públicas e Formação de Professores para a Educação Básica e Profissional. 

Angélica Tommasini, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)

Pós-graduanda em Teorias e Metodologias da Educação pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Especialista em Atendimento Educacional Especializado e Educação Especial; e em Gestão Social: Políticas Públicas, Redes e Defesa de Direitos pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Bacharel em Assistência Social pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Licenciada em Serviço Social pelo IFRS. Bolsista do Projeto de Ensino: Produção de Estratégias e de Materiais Didático-Pedagógicos de Apoio ao Docente da Educação Profissional e Tecnológica; e do Projeto de Pesquisa: Estratégias de Ensino na Educação Profissional e Tecnológica. Membro do Grupo Técnico Municipal do Programa Primeira Infância Melhor (PIM), do município de Coxilha. Assistente social coordenadora do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Tem experiência nas seguintes áreas: Infância, Adolescência, Família, Educação e Políticas Públicas.

Referências

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Usos e abusos dos estudos de caso. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 36, n. 129, p. 637-51, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0100-15742006000300007&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 30 jun. 2020.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos. Ensinar, aprender, apreender e processos de ensinagem. [S.l.]: [s.n.], [s.d.]. Disponível em: http://www.adventista.edu.br/_imagens/asped/files/ensinar%20aprender%20apreender%20e%20processos%20de%20ensinagem.pdf. Acesso em: 5 jul. 2020.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate (Org.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: Univille, 2015.

BRASIL. Lei n. 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília-DF, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11892.htm#:~:text=LEI%20N%C2%BA%2011.892%2C%20DE%2029%20DE%20DEZEMBRO%20DE%202008.&text=Institui%20a%20Rede%20Federal%20de,Tecnologia%2C%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 29 jun. 2020.

BRASIL. Secretaria da Educação Profissional e Tecnológica. Documento Base do Proeja. Brasília-DF, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf2/proeja_medio.pdf. Acesso em: 7 jul. 2020.

BRASIL. Decreto n. 5.840, de 13 de julho de 2006. Institui, no âmbito federal, o programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA, e dá outras providências. Brasília-DF, 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5840.htm. Acesso em: 12 maio 2020.

CASTAMAN, Ana Sara; DE BORTOLI, Lis Ângela. Práticas Educativas: relato de experiência na unidade curricular de Engenharia de Software. Informática na educação: teoria e prática, Porto Alegre, v. 23, n. 1, p. 32-44, jan./abr. 2020.

CIAVATTA, Maria; RUMMERT, Sonia Maria. As implicações políticas e pedagógicas do currículo na educação de jovens e adultos integrada à formação profissional. Educação e Sociedade, Campinas, v. 31, n. 111, p. 461-80, 2010.

CORREIA, Ricardo Lopes; COSTA, Samira Lima; AKERMAN, Marco. Processos de ensinagem em desenvolvimento local participativo. Interações, Campo Grande, v. 18, n. 3, p. 23-39, jul./set. 2017.

COUTINHO, Suzana Andréia Santos; MORAES, Lélia Cristina Silveira. A formação continuada de professores que atuam no PROEJA: ouvindo os sujeitos envolvidos. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 7, n. 12, p. 65-82, jan./jun. 2015. Disponível em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br. Acesso em: 10 maio 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 43. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

GRAHAM, Andrew. Como escrever e usar estudos de caso para ensino e aprendizagem no setor público. Brasília: ENAP, 2010. 214 p. Disponível em: https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/515/1/estudos_de_caso.pdf. Acesso em: 29 jun. 2020.

GRILLO, Marlene Correro; GESSINGER, Rosana Maria. Estudo de caso. In: GRILLO, Marlene Correro; FREITAS, Ana Lúcia Souza; GESSINGER, Rosana Maria; LIMA, Valderez Marina do Rosário. A gestão da aula universitária na PUCRS. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. p. 131-7.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL [IFRS]. Projeto pedagógico de curso técnico em comércio: modalidade PROEJA. Sertão, RS: IFRS, 2012. Disponível em: https://ifrs.edu.br/sertao/wp-content/uploads/sites/7/2019/09/PPC-PROEJA-em-Com%C3%A9rcio-2012.pdf. Acesso em: 18 jun. 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para quê? 8. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. O desafio da formação dos professores para a EPT e PROEJA. Educação Sociedade. Campinas, v. 32, n. 116, p. 689-704, jul./set. 2011. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 28 maio 2020.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001.

NASCIMENTO, Ivany Pinto; VIEIRA, Andréea Silva; KIMURA, Patrícia Rodrigues de Oliveira. Desafios e superações na prática pedagógica e na educativa de docentes do ensino fundamental de escolas públicas de Belém. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 11., set., 2013, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2013.

SILVA, Georgia Fabiana; YOSHITAKE, Mariano; FRANÇA, Suely Morais; VASCONCELOS, Yumara Lúcia. Método de estudo de caso como estratégia construtivista de ensino: proposta de aplicação nos cursos de Administração e Contabilidade de Custos. Revista FAE, Curitiba, v. 17, n. 1, p. 126-43, jan./jun. 2014. Disponível em: https://revistafae.fae.edu/revistafae/article/view/10. Acesso em: 30 jun. 2020.

SPRICIGO, Cinthia Bittencourt. Estudo de caso como abordagem de ensino. [S.l.]: [s.n.], 2014. Disponível em: https://www.pucpr.br/wp-content/uploads/2017/10/estudo-de-caso-como-abordagem-de-ensino.pdf. Acesso em: 14 jun. 2020.

PACHECO, Eliezer. Desvendando os institutos federais: identidade e objetivos. Educação Profissional e Tecnológica em Revista, Vitória, v. 4, n. 1, p. 4-22, 2020.

PACHECO, Eliezer. Fundamentos político-pedagógico dos institutos federais: diretrizes para uma educação profissional e tecnológica transformadora. Natal: IFRN, 2015.

RAMOS, Marise. Concepção do ensino médio integrado. [S.l.]: [s.n.], 2008. Disponível em: http://forumeja.org.br/go/sites/forumeja.org.br.go/files/concepcao_do_ensino_medio_integrado5.pdf. Acesso em: 29 jun. 2020.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Metodologia Dialética em Sala de Aula. Revista AEC, v. 21, n. 83, p. 28-55, abr./jun. 1994.

VASCONCELOS, Maria Lúcia M. Carvalho. A formação do professor do ensino superior. Niterói: Intertexto; São Paulo: Xamã, 2009.

VIEIRA, Josimar de Aparecido; VIEIRA, Marilandi Maria Mascarello; PASQUALLI, Roberta. Estudo de caso como estratégia de ensino para a Educação Profissional e Tecnológica. Série-Estudos, Campo Grande, v. 22, n. 44, p. 143-59, jan./abr. 2017.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Publicado
2021-10-18
Como Citar
Castaman, A. S., & Tommasini, A. (2021). Estudo de caso: estratégia de ensinagem no contexto da educação profissional e tecnológica. Série-Estudos - Periódico Do Programa De Pós-Graduação Em Educação Da UCDB, 26(57), 41-58. https://doi.org/10.20435/serie-estudos.v26i57.1466
Seção
Artigos