A A legislação educacional para o trabalho no Brasil: do império à primeira república

Palavras-chave: educação para o trabalho, Brasil Império, primeira república

Resumo

O texto tem por objetivo apresentar as primeiras legislações sobre a educação para o trabalho no Brasil. O foco da análise está na relação entre a história do país e a necessidade de se legislar sobre a educação para o trabalho. Verifica-se que as classes dominantes que governaram o Brasil no passado jamais se preocuparam em desenvolver um projeto de educação inclusiva; pelo contrário, desde o nascimento do Brasil enquanto nação independente, mantiveram uma educação enciclopédica para poucos e a educação para o trabalho destinada aos filhos dos trabalhadores. A partir da leitura dos textos legais e da história brasileira, conclui-se que a gênese da dualidade educacional no Brasil, que se estende até o século XXI, está no processo de independência do país.

Biografia do Autor

Fernando Silveira Melo Plentz Miranda, Universidade de Sorocaba (Uniso)

Doutor em Educação. Mestre em Direito. Coordenador e professor do curso de Direito da Universidade de Sorocaba (Uniso). Pesquisador do Grupo de Estudos Instituição Escolar: História, Trabalho e Políticas de Educação Profissional.

Jefferson Carriello do Carmo, Universidade de Sorocaba (Uniso)

Pós-doutor em História Social do Trabalho pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutor e mestre em Educação pela Unicamp. Professor pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Sorocaba (Uniso). Líder e pesquisador do Grupo de Estudos Instituição Escolar: História, Trabalho e Políticas de Educação Profissional − CNPq.

Publicado
2020-10-01
Seção
Artigos