As políticas de educação e o Plano Nacional de Educação (2014-2024): análise da materialização das propostas do plano

  • Juliana Calabresi Voss Duarte UNESPAR
  • Claudinei Magno Magre Mendes UNESPAR/PARANAVAÍ
Palavras-chave: Plano Nacional da Educação (PNE), metas e estratégias, políticas públicas educacionais.

Resumo

O artigo apresenta reflexões acerca do atual Plano Nacional de Educação. Esse Plano configura-se como um documento resultante de uma política de Estado. As reflexões propostas buscam apresentar um panorama do processo de materialização de suas metas considerando os três primeiros anos de sua vigência. O Plano em estudo passou por um longo processo de estudos e reflexões, e uma das suas marcas foi a participação da sociedade civil na Conferência Nacional de Educação (CONAE) ocorrida em 2010. Essa Conferência, além de possibilitar um espaço de grande participação da sociedade política e civil, foi um momento de debate democrático que proporcionou a discussão dos rumos da educação brasileira. Pautado em pesquisas, documentos e autores, o estudo exibe uma breve análise dos principais marcos legais que contribuíram para o processo de elaboração da Lei 13.005/2014. Destaca ainda algumas fragilidades, limites e desafios do documento que norteia as ações destinadas ao campo da educação que prevê metas e estratégias a todos os níveis da educação brasileira. Nas análises, identifica-se a dificuldade de o plano avançar conforme previsto nas datas estabelecidas. Completado três anos de vigência da Lei supracitada, verifica-se que o proposto não se efetiva de acordo com as expectativas elencadas no documento.

Biografia do Autor

Juliana Calabresi Voss Duarte, UNESPAR

Graduação em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras de Paranavaí/FAFIPA. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação Mestrado em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar da Universidade Estadual do Paraná/UNESPAR/Paranavaí-PR. Professora da Rede Estadual de Educação (SEED). 

Claudinei Magno Magre Mendes, UNESPAR/PARANAVAÍ
Graduação em História pela Universidade Estadual Paulista/UNESP; Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo/USP; doutor em História Social pela Universidade de São Paulo/USP. Professor do corpo permanente do PPIFOR – Mestrado em Ensino: Formação Docente Interdisciplinar da Universidade Estadual do Paraná/UNESPAR/Paranavaí. Pesquisas nas áreas de História da América Portuguesa, História e Historiografia e de Educação no século XX: Cecília Meireles, escolanovismo e Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova.

Referências

AQUINO, L. M. S. Formulação do Plano Nacional de Educação 2014-2024: a gestão democrática da escola na política pública. 2015. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, 2015.

AZEVEDO, M. L. N. O novo regime fiscal: a retórica da intransigência, o constrangimento da oferta de bens públicos e o comprometimento do PNE 2014-2024. Tópicos Educacionais, Recife, v. 22, n. 1, jan./jun. 2016.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base. Brasília, DF: Inep, 2015.

­­______. Lei n. 10.172, de 9 de Janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação (2001-2010) – PNE e dá outras providencias. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm>

______. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Poder Executivo, Brasília, DF, 26 jun. 2014, Seção 1. Ed. Extra, p. 1. 2014.

______. Conferência Nacional de Educação (CONAE). Documento final da Conae. Brasília: MEC, 2010a.

______. Projeto de Lei n. 8.035/2010b. Aprova o Plano Nacional de Educação para o

decênio 2011-2020 e dá outras providências. Brasília, 2010. Disponível em: < http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/5826>. Acesso em: 16 dez. 2017.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ConstituicaoCompilado.htm>. Acesso em: 20 dez. 2017.

DAVIES, N. Fragilidades e desafios do financiamento em planos de educação: 10% do PIB são a salvação? In: SOUZA, Donaldo Bello de; MARTINS, Ângela. Maria (Org.). Planos de educação no Brasil: planejamentos, políticas, práticas. São Paulo: Loyola, 2014. p. 183-205.

DOURADO, L. F. Plano Nacional de Educação: política de estado para a educação brasileira. Brasília: Inep, 2016. (PNE em Movimento). ISSN 2448-4288.

______. Avaliação do Plano Nacional de Educação 2001-2009: questões estruturais e conjunturais de uma política. Educação e Sociedade, v. 31, n. 112, p. 677-705, 2010. ISSN 0101-7330.

FERREIRA, P. O Globo. País não cumpre metas do Plano Nacional da Educação para 2016. 2016. Disponível em:<https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/pais-nao-cumpre-metas-do-plano-nacional-da-educacao-para-2016-19604817>. Acesso em: 4 jan. 2018.

OBSERVATÓRIO DO PNE. Metas do PNE. 2017a. Disponível em: <http://www.observatoriodopne.org.br/metas-pne>. Acesso em: 5 jan. 2018.

______. 3 Anos de Plano Nacional de Educação. 2017b. Disponível em: <http://www.observatoriodopne.org.br/uploads/reference/file/673/documento-referencia.pdf>. Acesso em : 9 jan. 2018.

OLIVEIRA, D. A. Das políticas de governo à política de estado: reflexões sobre a atual agenda educacional brasileira. Educação e Sociedade, Campinas, v. 32, n. 115, p. 323-37, abr./jun. 2011.

OLIVEIRA, D. A et al. Por um Plano Nacional de Educação (2011-2020) como política de Estado. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 47, mai./ago. 2011.

SAVIANI, D. Plano Nacional da Educação PNE 2014-2024. Teor integral conforme edição extra do Diário Oficial da União de 26/06/2014. Campinas. Autores Associados, 2014a.

______. Sistema Nacional de Educação e Plano Nacional de Educação. Campinas: Autores Associados, 2014b.

______. Educação no Brasil: concepção e desafios para o Século XXI. Revista Histedbr On-line, Campinas, 2000. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/revis/revis03/art1_3.html>. Acesso em: 7 nov. 2017.

TOKARNIA, M. Crise fiscal atrapalhou cumprimento do PNE, diz secretária executiva do MEC. Agência Brasil. nov. 2016. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2016-11/investimento-em-educacao-cai-desde-2015-diz-secretaria-executiva-do-mec>. Acesso em: 1º dez. 2017.

VALENTE, I. PNE completa um ano e não saiu do papel. 2015. Disponível em: <http://www.ivanvalente.com.br/pne-completa-um-ano-e-nao-saiu-do-papel/>. Acesso em: 3 nov. 2017.

VALENTE, I.; ROMANO, R. PNE: Plano Nacional de Educação ou carta de intenção? Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, p. 96-107, set. 2002.

Publicado
2018-05-23
Seção
Artigos