Currículo e exclusão social: A perspectiva das alunas/professoras do PIBID e da pedagogia

Ruth Pavan

Resumo


Desde o golpe midiático/jurídico/parlamentar de 2016, a exclusão social tem-se intensificado no Brasil. Ela ocorre por diferentes razões, com destaque para questões políticas, de classe, raça/etnia e gênero. A escola e o seu currículo, marcados pela cultura hegemônica (burguesa, branca, masculina, heterossexual), além de reproduzirem a exclusão da sociedade, produzem também exclusões em seu interior. O artigo pauta-se em um conjunto de autores que têm a preocupação de que, nas escolas e na sociedade, as diferenças não sejam traduzidas em desigualdades. O objetivo é problematizar a concepção das alunas/professoras do PIDID de Pedagogia sobre os processos de exclusão existentes na escola e na sociedade, relacionando essa concepção com a sua compreensão de currículo escolar. Como instrumento de coleta das informações, foi utilizada a entrevista estruturada. Como resultado, podemos observar que as alunas/professoras percebem diversos processos de exclusão presentes na sociedade e na escola, ou seja, também no currículo escolar.



Palavras-chave


Currículo, PIBID, exclusão social.

Texto completo:

PDF

Referências


APPLE, Michael W. Política Cultural e Educação. São Paulo: Cortez, 2000. 

CANDAU, Vera Maria e LEITE, Miriam Soares. Diferença e desigualdade: dilemas docentes no ensino fundamental. Cadernos de Pesquisa. v. 41, n. 144, 948- 967, set/dez. 2011.

CANDAU, Vera Maria. Educação e inclusão social: desafios para as práticas pedagógicas. In: CANDAU, Vera Maria. (Org.). Didática: Questões contemporâneas. Rio de Janeiro: Forma & Ação, 2009. p.15-28.

COSTA, Marisa Vorraber. Currículo e política cultural. In. COSTA, Marisa Vorraber (Org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de Janeir:, DP&A, 1999. (37-68).

ESTEBAN, Maria Teresa. 2004. Diferença e (des)igualdade no cotidiano escolar. In Antonio Flavio MOREIRA; PACHECO, José Augusto e GARCIA, Regina Leite (Orgs.). Currículo: pensar, sentir e diferir. Rio de Janeiro: DP&A, 2004, p. 159-177.

ESTEBAN, Maria Teresa. Considerações sobre a política de avaliação da alfabetização: pensando a partir do cotidiano escolar. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 17, n. 51, dez. 2012 .

DELBONI, Tânia Mara; SILVA, Sandra Kretli da. O currículo integrado como campo possível de invenção de mundos plurais e emancipatórios: uma conversa com Jurjo Torres Santomé. Revista Teias, v. 13, n. 27, 279-286, jan./abr. 2012.

FETZNER, Andréa Rosana; SOUZA, Maria Elena Viana. Concepções de conhecimento escolar: potencialidades do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Educ. Pesqui.,  São Paulo ,  v. 38, n. 3, p. 683-694,  set.  2012 .  

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

GIROUX, Henry A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GARCIA, Regina Leite. Para quem investigamos – para quem escrevemos: reflexões sobre a responsabilidade social do pesquisador. In. GARCIA, Regina Leite (org.). Para quem pesquisamos para quem escrevemos. São Paulo: Cortez, 2011. p.15-41.

GARCIA, Regina Leite. Encontros e desencontros na escola: um currículo em movimento. In. FERRAÇO, Carlos E., CARVALHO, Janete M. (Orgs.). Currículos, pesquisas, conhecimentos e produção de subjetividades. Petrópolis (RJ): Dp et Alii; Vitória (ES): Nupec/UFES, 2012. p.105-118.

LIMA, Licínio. A Educação faz tudo? Crítica ao pedagogismo na “sociedade da aprendizagem”. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 15, n. 15, aug. 2010.

LIMA, Licínio C.. Cidadania e educação: Adaptação ao mercado competitivo ou participação na democratização da democracia? Porto: Educação, Sociedade & Culturas, 23, 2005, 71-90.

LIMA, Licínio C.. Aprender para ganhar, conhecer para competir: sobre a subordinação da educação na “sociedade da aprendizagem”. São Paulo: Cortez, 2012.

MOREIRA, Antonio Flávio. Qualidade na educação e no currículo: Tensões e desafios Trabalho apresentado em mesa-redonda do Seminário “Educação de qualidade: desafios atuais”, promovido pela Novamerica, Centro Cultural Poveda e Colégio Teresiano, em 27 de setembro de 2008.

MOREIRA, Antonio Flávio e TADEU, Tomaz. Sociologia e teoria crítica do currículo: uma introdução. In: MOREIRA, Antonio Flávio e TADEU, Tomaz. (Orgs.). Currículo, cultura e sociedade. São Paulo: Cortez, 2011. p. 13-47.

PAVAN, Ruth. A reflexão dos professores e professoras da Educação de Jovens e Adultos sobre exclusão social. 2005, 330 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS, São Leopoldo, 2005.

PAVAN, Ruth. Diversidade cultural, desigualdade social e exclusão: um encontro com professores da educação básica. XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - UNICAMP - Campinas - 2012

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de adultos. São Paulo: Cortez, 1984.

SAWAIA, Bader. Introdução: exclusão ou inclusão perversa. In. SAWAIA, Bader (Org.). Artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. 9ªed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2009. p.7-13

SAUL, Ana Maria. O pensamento de Paulo Freire na educação brasileira: análise de sistemas de ensino a partir de 1990. Currículo sem Fronteiras, v. 12, n. 3, p. 37-56, Set/Dez 2012.

TORRES, Rosa María. A educação em função do desenvolvimento local e da aprendizagem. In. (Org.). CENPEC - Centro de estudos e pesquisa em educação, cultura e ação comunitária –. Muitos lugares para aprender. São Paulo, 2003. p. 81-89.

VEIGA-NETO, Alfredo. Pensar a escola como uma instituição que pelo menos garanta a manutenção das conquistas fundamentais da Modernidade. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). A escola tem futuro? Entrevistas. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 103-126.

VEIGA-NETO, Alfredo. Cultura e currículo: um passo adiante. In Antonio Flavio MOREIRA; PACHECO, José Augusto e GARCIA, Regina Leite (Orgs.). Currículo: pensar, sentir e diferir. Rio de Janeiro: DP&A, 2004, p. 51-55.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/serie-estudos.v23i49.1161

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2318-1982
ISSN impresso: 1414-5138 (até n.34, jul./dez.2012)

 

Indexada em: