Formação de professores na perspectiva de uma ­educação culturalmente diversificada: breves ­considerações

  • Ahyas Siss Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ
  • Otair Fernandes Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ

Resumo

O artigo é um convite à reflexão acerca da importância da formação de educadores na perspectiva de uma educação culturalmente diversificada voltada para sociedades caracterizadas não apenas pelas diversidade cultural e desigualdade social mas sobretudo, por possuírem uma herança escravista e colonial que a estrutura e às suas relações, como é o caso da sociedade brasileira. Trata-se de um dos mais importantes problemas que nos desafia a todos, professores, pesquisadores e alunos cuja centralidade é o compromisso da produção de conhecimentos nos campos conformados pela educação e pelas relações étnico-racial, social, política e ideológica problematizando, ressignificando e a instituindo em um processo efetivamente democrático na perspectiva de negros e indígenas. Esse foi o tema do V Seminário Internacional: Fronterias Étnico-Culturais e Fronteiras da Exclusão – inter/multiculturalidade e formação de educadores, realizado em 2012, na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) em Mato Grosso do Sul.

Palavras-chave: Educação. Formação de professores. Multiculturalimo.

Biografia do Autor

Ahyas Siss, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ
Doutor em Educação. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).
Otair Fernandes, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro, RJ
Doutor em Ciências Sociais. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Referências

BANKS, J. A. Multicultural Education: Historical Development, Dimensions and Pratice. In: BANKS, J.; BANKS, C. A. M. (Org.). Handboock of research on multicultural education. New York: MacMilian, 1995.

FLEURI, R. M. Intercultura e educação. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 23, p. 16-35, maio/ago. 2003.

GOLLNICK, D. M. National and State Iniciatives for Multicultural Education In: BANKS, J.; BANKS, C. A. M. (Org.). Handboock of research on multicultural education. New York: MacMilian, 1995.

GRANT, C. A.; TATE, W. F. Multicultural education through the lens of the multicultural education reserarch and schools. In: Banks, J.; Banks, C. A. M. (Org.). Handboock of research on multicultural education. New York: MacMilian, 1995.

GOMES, N. L. Intelectuais negros e produção do conhecimento: algumas reflexões sobre a realidade brasileira. In: SANTOS, B. S.; MENEZES, M. P. (Org.). Epistemologia do sul. São Paulo: Cortez, 2010.

GONÇALVES, L. A. O.; SILVA, P. B. G. Multiculturalismo e educação: do protesto de rua a propostas e políticas. Educação e Pesquisa. Revista de Educação da USP, São Paulo, v. 29, n. 1, p. 109-123, jan./jun. 2003.

______. O jogo das diferenças: multiculturalismo e seus contextos. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

LINHARES, C. F. S. A escola e seus profissionais: tradições e contradições. Rio de Janeiro: Editora Agir, 1997.

STOER, S. Desocultando o vôo das andorinhas: educação inter/multicultural crítica como movimento social. In: J. A. Correia; L. Cortesão; S. Stoer (Org.) Transnacionalização da educação: da crise da educação à “educação” da crise. Porto: Afrontamento, 2001.

WIEVIORKA, M. L’espace du racisme. Paris: Seuil, 1991.

Publicado
2014-07-01
Seção
Dossiê