O PAR como indutor do planejamento da educação municipal

  • Marilia Fonseca UNB
  • Severino Vilar de Albuquerque UEMA

Resumo

O presente texto apresenta resultados de uma pesquisa interinstitucional focada no Plano de Atividades Articuladas (PAR). O objetivo central da pesquisa é analisar as repercussões do PAR em 28 municípios brasileiros, localizados em Minas Gerais (Norte de Minas e Zona da Mata), Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Maranhão. Os dados colhidos mostram que O PAR foi acolhido pelas secretarias municipais como uma proposta inovadora de planejamento. Para grande parte dos municípios pesquisados, o PAR fez a diferença com relação à melhoria do resultado do IDEB. Outras ações, tais como estabelecer uma cultura de planejamento participativo nas escolas, caminham a passos lentos, devido à precária infraestrutura escolar e à incipiente assistência técnica do MEC.

Referências

AMORIM, M. D. A qualidade da educação básica no PDE: uma análise a partir do Plano de
Ações Articuladas. 2011. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação
da Universidade federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2011.
ARRETCHE, M. Estado federativo e políticas sociais: determinantes da descentralização. São
Paulo: Fapesp, 2000.
BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília, D.O.U., 5/10/1988.
______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese das informações Censo 2010.
Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=ma. Acesso em: 10 jan. 2011.
FONSECA, M.; TOSCHI, M. S.; OLIVEIRA, J. F. Educação, gestão e organização escolar: concepções
e tendências atuais. In: FONSECA, Marília; OLIVEIRA, João F. de; TOSCHI, Mirza. S. (Orgs). Escolas
gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político-pedagógicos em debate. Goiânia:
UCG, 2004.
FURLAN, M.; HARGREAVES, A. A escola como organização aprendente: buscando uma educação
de qualidade. 2. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2000.
GANDIM, D. A prática do planejamento participativo: na educação e em outras instituições,
grupos e movimento dos campos cultural, social, político, religioso e governamental. Petrópolis:
Vozes, 1994.
IANNI, O. Estado e planejamento econômico no Brasil. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
1995.
PEREIRA, L. Ensaios de sociologia do desenvolvimento. 3. ed. São Paulo: Pioneira, 1978.

Publicado
2013-05-31
Seção
Dossiê