Considerações sobre a atividade reflexiva na escola

  • Vânia Maria Lescano Guerra UFMS

Resumo

O objetivo deste ensaio é tecer comentários sobre a fala e o trabalho do professor de Língua Materna, Língua Portuguesa, e as condições de produção de seu discurso, que envolvem o eu-aqui-agora, a instituição escolar, o próprio professor e a sua formação, e o aluno, investigando o vai-e-vem constante entre o discurso escolar e outros discursos que intervêm nele. O arcabouço teórico do trabalho fundamenta-se nos estudos da Análise do Discurso, de linha francesa, em que é tarefa do lingüista olhar os mecanismos das instituições de ensino, lugar de constituição do sujeito (FOUCAULT, 1980, 1985 e 1986), questionar a “verdade” de nossos discursos consagrados, cultivados e examinar a constituição das relações de ensino e aprendizagem que justifica o dizer do professor e sua ação; e nas teorias sobre o Professor Reflexivo (BARCELOS, 2001, GARDNER, 2000 e NEVES, 2001).

Biografia do Autor

Vânia Maria Lescano Guerra, UFMS
Doutora em Lingüística e Língua Portuguesa pela UNESP.
Professora do Programa de Mestrado em Letras da UFMS/
Três Lagoas.

Referências

BARCELOS, Ana Mara. Metodologia de pesquisa das crenças sobre aprendizagem de línguas: estado da arte. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada, v. 1, n. 1 – outubro 2001. Belo Horizonte (MG): UFMG, 2001, p. 71-92.

FOUCAULT, Michel. Truth and power. In: GORDON, C. (Ed.). Power/knowledge: selectedinterviews and other writing, 1972-1977. Nova York: Pantheon Books, 1980, p. 109-133.

_____. Microfísica do poder. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro (RJ): Graal, 1985.

_____. Vigiar e Punir. Petrópolis (RJ): Vozes. 1986.

GARDNER, Henry. Inteligência: um conceito reformulado. Tradução de Adalgisa Campos da Silva. Rio de Janeiro (RJ): Objetiva, 2000.

GOLEMAN, David. Inteligência Emocional. Rio de Janeiro (RJ): Objetiva, 1996.

GUERRA, Vânia Maria Lescano. As concepções teóricas do professor de língua materna: entre o discurso e a prática nas relações de ensino. 2002. Tese (Doutorado) - FEFCL/UNESP - Araraquara (SP). 258 p.

KATO, Mary. A conceituação gramatical na história, na aquisição e na escola. Trabalhos e Lingüística Aplicada, 12, jul/dez de 1988. IEL/Unicamp, Campinas, 1988, p. 34-41.

NEVES, Maria Helena Moura. A noção de erro no ensino da língua. In: III SENALE – Seminário Nacional de Linguagem e Ensino. Pelotas, UCP. Anais... 2001, p. 01-10.

PERINI, Mário. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática,1995.

TEBEROSKY, Anna. Aprendendo a escrever. 2ª edição. São Paulo: Ática, 1992.

Publicado
2013-11-01
Seção
Artigos