Educação e comunicação: reflexões sobre um campo de pesquisa*

  • Laura Maria Coutinho UNICAMP

Resumo

O artigo discute algumas das relações entre a educação e a comunicação como campo de pesquisa e prática de trabalho para o educador. Propõe questões teóricas e práticas a respeito das novas linguagens que surgiram com o uso das tecnologias de comunicação-educação, sobretudo a televisão e o computador.

Biografia do Autor

Laura Maria Coutinho, UNICAMP

Professora da Faculdade de Educação da UnB, doutora em educação pela UNICAMP.

Referências

ALMEIDA, Milton José de. Imagens e sons – a nova cultura oral. São Paulo: Cortez, 1994.

BACHELARD, Gaston. A formação do espírito científico. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

MCLUHAN, Marschall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1964.

BELLONI, Maria Luiza. Programa de formação do jovem telespectador: uma experiência de educação para a mídia. (Material Pedagógico) Brasília: UnB, s/d.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas. Magia e técnica arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1987.

ORWELL, George. 1984. São Paulo: IBESP, 1987.

CARNEIRO, Vânia Lúcia Quintão. Castelo Rá-tim-bum – educação como entretenimento. São Paulo: Annablume, 1999.

CHEVALIER, Jean et al. Dicionário de Símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.

FREITAS et al. Carta de transdisciplinaridade, 1994. In NICOLESCO, Basarab et al. Educação e transdisciplinaridade. Brasília: UNESCO, 2000.

GOULD, Stephen Jay. O milênio em questão: um guia racionalista para uma contagem precisamente arbitrária. São Paulo: Cia das Letras, 1999.

RANDOM, Michel. O belo. In: BASARAB, Nicolesco et al. Educação e transdisciplinaridade. Brasília: UNESCO, 2000.

ROCCO, Maria Tereza Fraga. A linguagem autoritária: televisão e persuasão. São Paulo: Brasiliense, 1989.

Publicado
2013-11-11
Seção
Artigos