O ensino de pesquisa operacional e a utilização de software na elaboração de mapas conceituais: a perspectiva dos alunos

  • Joni de Almeida Amorim UNICAMP.
  • Takaashi Ohishi UNICAMP.
  • Carlos Machado UNICAMP.
  • Mauro Sérgio Miskulin UNICAMP.
  • Rosana Giaretta Sguerra Miskulin UNESP.

Resumo

Uma das atividades principais na aprendizagem eletrônica é o desenvolvimento de conteúdo. Este conteúdo pode ser de vários tipos: textos, sons, imagens, animações, vídeos, entre outros. Diante da necessidade de reutilização e compartilhamento de informação na forma de arquivos de diversos tipos por alunos e professores, torna-se relevante investigar novas formas de se aumentar a produtividade durante a autoria ao mesmo tempo em que se busca o favorecimento da aprendizagem. Entre os objetivos pedagógicos do aplicativo desenvolvido, destaca-se o fato deste permitir o trabalho com mapas conceituais, diagramas que buscam favorecer a aprendizagem significativa, a qual guarda forte relação com criatividade e inovação, temas de importância na Educação em Engenharia atual.

Biografia do Autor

Joni de Almeida Amorim, UNICAMP.
* Professor Universitário e Doutorando pela Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da UNICAMP. Pesquisador do tema Educação Mediada por Computador.
email: amorimja@yahoo.com
Takaashi Ohishi, UNICAMP.
Professor Doutor da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da UNICAMP. Pesquisador do tema Pesquisa Operacional.
Carlos Machado, UNICAMP.
Analista de Sistemas e Professor Universitário com Doutorado pela Faculdade de Engenharia Mecânica da UNICAMP. Pesquisador do tema Educação Mediada por Computador.
Mauro Sérgio Miskulin, UNICAMP.
Professor Doutor da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da UNICAMP. Pesquisador do tema Educação Mediada por Computador.

Rosana Giaretta Sguerra Miskulin, UNESP.
Professora Doutora do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da UNESP. Pesquisadora do tema Tecnologia na sala de aula e do tema Prática Pedagógica.

Referências

AMORIM, J. A.; ARMENTANO, V. A.; MISKULIN, M. S.; MISKULIN, R. G. S. Uso do Teleduc como um recurso complementar no ensino presencial. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância - Associação Brasileira de Educação a Distância, v. 3, n. 1, jan. 2005. Disponível em: <http://www.abed.org.br>.
AMORIM, J. A.; MACHADO, C.; MISKULIN, M. S.; MISKULIN, R. G. S. COMA: Conceitos, mapas e autoria de material instrucional em hipertexto. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância. v. 2, n. 2, set. 2003. Disponível em: <http://www.abed.org.br/>.
MELTZER, D. E. Relation between students’ problem-solving performance and representational mode, submitted for publication. Department of Physics and Astronomy, Iowa State University. Disponível em: <http://www.physics.iastate.edu/per/docs/Relation_between_ students.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2004.
MENEGHEL, L. Metodologia para desenvolvimento de cursos a distância. Boletim EAD - Centro de Computação, Universidade Estadual de Campinas, n. 28. Disponível em: <http://www.ead.unicamp.br/>. Acesso em: 5 mar. 2002.
MOREIRA, M. & MASINI, E. Aprendizagem Significativa - a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982.
NARDI, B. (Edit.). Context and Consciousness: Activity Theory and Human-Computer Interaction. Cambridge: MIT Press, 1996. Disponível em: <http://www.darrouzet-nardi.net/bonnie/Context.html>.
NOVAK, J. D. & GOWIN, D. B. Learning How to Learn. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1984.

Publicado
2013-06-17
Seção
Dossiê