Contribuições para o “estado da arte” das pesquisas em educação no período colonial

  • Márcia Regina da Silva Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto/SP.
  • Marisa Bittar UFSCAR
  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi UFSCAR

Resumo

Com o intuito de contribuir para um reconhecimento da produção científica no que diz respeito à temática Educação Colonial, realizou-se uma pesquisa de levantamento no Currículo Lattes para a identificação de artigos científicos publicados com esta temática. É importante destacar que o estudo realizado não é exaustivo e definitivo, mas visou apenas uma caracterização dessa produção científica, constituindo-se, portanto, em contribuições ao estado da arte sobre a temática enfocada. Os resultados indicaram que há 23 pesquisadores que trabalham com a história da educação colonial brasileira, porém somente 11 abordam especificamente a educação no período colonial. Observou-se que a produção inicial do campo da história da educação no período colonial vem sendo investigada, ainda que de maneira esporádica, revelando que existe um interesse ainda tímido por este objeto de pesquisa em relação a outras temáticas pesquisadas na área de Educação.

Biografia do Autor

Márcia Regina da Silva, Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto/SP.
Doutoranda em Educação (UFSCar). Bibliotecária da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto/SP.
Marisa Bittar, UFSCAR
Doutora em História Social (USP). Professora titular do Departamento de Educação e Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSCar.
Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi, UFSCAR
Doutora em Educação (UFSCar). Professora associada do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da UFSCar.

Referências

ABREU, Capistrano. Capítulos de história colonial. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Publifolha, 2000.

ALVES, Gilberto Luiz. Origens da escola moderna no Brasil: a contribuição jesuítica. Educação e Sociedade, Campinas, v.26, n.91, p.617-635, maio/ago. 2005

AZEVEDO, Fernando de. A cultura brasileira. São Paulo: Ed. Universidade de Brasília, 1960.

______. A transmissão da cultura (parte 3). São Paulo: Melhoramentos; Brasília: INL, 1976.

BITTAR, Marisa; FERREIRA JUNIOR, Amarílio. Casas de Bê-a-bá e evangelização jesuítica no Brasil do século XVI. Revista Educação em Questão, v.22, n.8, p.153-181, jan./abr. 2005.

BITTAR, MARISA. Os jesuítas no Brasil colonial. In: ENCONTRO DO GRUPO DE PESQUISA EDUCAÇÂO, HISTÓRIA E CULTURA NO BRASIL: 1549-1759, 6., 2006. (Palestra proferida). Disponível em: <http://www.ies.ufscar.br/lucech/programas/0235y0o7801.html>. Acesso em: 03 nov. 2006.

BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educ. Soc., Campinas, v.23, n.79, ago. 2002

FRANCA, Leonel. O método pedagógico dos jesuítas – O Ratio Studiorum: introdução e tradução. Rio de Janeiro, Agir, 1952.

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala. Rio de Janeiro: Record, 1990.

GOMES, Rodrigo Elias Caetano. Nota historiográfica sobre a sociedade colonial. [s.d.]. Disponível em: <http://www.klepsidra.nte/klepsidra17/colonial.htm>. Acesso em: 20 nov. 2006.

HAYASHI, Maria Cristina Piumbato Innocentini; HAYASHI, Carlos Roberto Massao; SILVA, Márcia Regina da. Panorama da educação jesuítica no Brasil colonial: síntese do conhecimento em teses e dissertações. (Prelo)

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Estudo detalha situação do analfabetismo no País. 2003. Disponível em: <http://www.inep.gov.br/imprensa/noticias/outras/news03_19.htm>. Acesso em: 04 nov. 2006.

PAIVA, José Maria de. Colonização e catequese. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1982. v.1. 108p.

RAMOS DE CARVALHO, Laerte. Ação missionária e educação. In: HOLANDA, S. B. de (Org.). História geral da civilização brasileira. 4.ed. Rio de Janeiro: Difel, 1977 (Tomo I, v.1).

SANGENIS, Luis Fernando Conde. Gênese do pensamento único em educação: franciscanismo e jesuitismo na educação brasileira. 2004. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro/RJ, 2004.

SAVIANI, Demerval. Sobre a especificidade do objeto da história da educação. Disponível em: <http://www.fae.unicamp.br/dermeval/index2.html>. Acesso em: 10 set. 2005.

SEBE, José Carlos. Os jesuítas. São Paulo: Brasiliense, 1982. v. 1.

SANTIAGO, Santiago (Org). Intérpretes do Brasil. Rio de Janeiro: Aguilar, 2000.

SODRÉ, Nelson Werneck. Síntese da história da educação brasileira. 17.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994.

VAINFAS, Ronaldo. Dicionário do Brasil colonial (1500-1808). Rio de Janeiro: Objetiva, 2000.

Lista dos artigos científicos identificados no Currículo Lattes

1. ALVES, Gilberto Luiz. A obra educacional da Companhia de Jesus, segundo a historiografia. Revista Histedbr On-line, Campinas, v.1, n.9, 2003.

2. ______. A circulação e o consumo de livros clássicos da ilustração no Brasil Colonial: 1759-1822. Intermeio, Campo Grande, v.2, n.3, p.40-49, 1996.

3. ______. A catequese jesuítica e a historiografia católica. Educação em Questão, Natal, v.1, n.2, p.146-158, 1988.

4. BITTAR, Marisa; FERREIRA JUNIOR, Amarílio. Casas de bê-á-bá e evangelização jesuíta no Brasil do século XVI. Educação em Questão, Natal, v.22, n.8, p.153-181, 2005.

5. ______. Pluralidade lingüística, escola de bê-á-bá e teatro jesuítico no Brasil do século XVI. Educação & Sociedade, Campinas, v.25, p.171-195, 2004.

6. ______. A pedagogia da escravidão nos sermões do Padre Antonio Vieira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.84, p.43-53, 2004.

7. ______. Educação jesuítica e crianças negras no Brasil Colonial. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.80, n.196, p.472-482, 2002.

8. ______. Educação Jesuítica e fazendas de gado no Brasil Colonial. Revista de educação, Pirassununga, v.4, n.4, p.97-108, 2001.

9. ______. Educação jesuítica no Brasil Colonial. Série-estudos, Campo Grande, v.12, p.135-143, 2001.

10. ______. Infância, catequese e aculturação no Brasil do século 16. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.81, n.199, p.452-463, 2003.

11. CASIMIRO, Ana Palmira Bittencourt Santos. A ação da igreja católica na Bahia Colonial. Revista Consciência, V. da Conquista, v.7, 1998.

12. ______. A concepção pedagógica de Jorge Benci para os escravizados coloniais. Revista Histedbr, on-line, v.3, 2001.

13. ______. A economia cristã dos senhores no Governo dos escravos: uma proposta pedagógica jesuítica simultânea para os senhores e escravos. Cadernos de Pesquisa Nufihe, Salvador, v.3, p.187-210, 1999.

14. ______. Elementos fundamentais da pedagogia jesuítica. Educação em Questão, Natal, v.20, n.6, p.107-129, 2004.

15. ______. Para um estudo sobre a educação na Bahia Colonial. Cadernos de Pesquisa Nufihe Educação Temas e Problemas, Salvador, v.1, p.9-16, 1997.

16. ______. Cartilhas e catecismos usados no Brasil ­Colonial. Educação em Questão, Natal, v.25, n.8, p.182-205, 2005.

17. ______. Quatro visões do escravismo colonial: Jorge Benci, Antônio Vieira, Manuel Bernardes e Joâo Antônio Andreoni. Politeia História e Sociedade, V. da Conquista, v.1, p.141-159, 2001.

18. ______. Raízes da pedagogia jesuítica. Cadernos de Pesquisa Nufihe, Salvador, v.2, p.119-134, 1998.

19. DAMASCENO, Alberto. Colonização e educação no grão – Pará: algumas notas críticas. Revista Asas da Palavra, Belém, v.5, n.10, 1999.

20. ______. Legislação e Educação na América colonial e Imperial no Pará. Comunicações, Piracicaba, v.5, n.10, 1998.

21. ______. Problemas na investigação histórica da educação colonial e imperial no Pará. Revista Ver a Educação, Belém, v.1, n.1, 1995.

22. FERREIRA Jr., Amarílio; BITTAR, Marisa. A colonização luso-jesuítica e a desconstrução da cultura ameríndia. Revista Educação e Cidadania, Campinas, v.5, p.101-112, 2006.

23. ______. Educação jesuítica e crianças negras no Brasil Colonial. Revista de Educação, Pirassununga, v.3, p.243-263, 2000.

24. NAGEL, Lizia Helena. Educação Colonial sob a égide da modernidade. Educação em Questão, Natal-Rio Grande do Norte, v. 22, n. 8, p. 133-152, 2005.

25. ______. Educação Colonial: escolástica ou burguesa?. Educação em Questão, v.6, n.2, p.24-38, 1996a.

26. NAGEL, Lizia Helena. Educação & atividade humana: um estudo sobre a possibilidade da educação escolástica no Brasil. Apontamentos, Maringá, v.52, p.2-43, 1996b

27. ______. Escravidão & reflexão & educação. Acta Scientiarum, Maringá, v.20, p.71-76,

28. NUNES, A. A. A bipolaridade da educação jesuítica na Bahia colonial. Revista da Academia Baiana de Educação, Salvador-BA, v.1, n.5, p.53-59, 1997.

29. OLIVEIRA, L. C. V. Educação e cultura no período colonial. Educação e Realidade, porto Alegre, v.16, p.15-26, 1991.

30. PAIVA, José Maria de. A sociedade brasileira nos séculos XVI e XVII. Comunicações, Piracicaba, v.6, n.2, p.60-67, 1999.

31. ______. Catequese dos índios e imposição cultural – Brasil, século XVI. Comunicações, Piracicaba, v.9, n.2, p.17-36, 2002.

32. ______. El papel de la catequesis de los indios en el proceso de colonización. Brasil, 1549-1600. Paideia, Universidad de Concepción, v.33, p.99-118, 2002.

33. ______. Transmitindo a cultura: a catequização dos índios do Brasil: 1549-1600. Diálogo Educacional, Curitiba, v.1, p.135-156, 2000.

34. ______. Raízes da educação brasileira. Comunicações, Piracicaba, v.11, n.1, p.45-57, 2004.

35. PAIVA, José Maria de; VALDÉS PUENTES, R. A proposta jesuítica de educação: uma leitura das Constituições. Comunicações, Piracicaba, v.7, n.2, p.122-133, 2000.

36. SELLARO, Leda Rejane. Organização e funcionamento da educação em Pernambuco no período colonial. Revista de Administração Educacional, Recife, v.1, p.59-67, 1997.

Publicado
2013-06-12
Seção
Artigos