A complexidade da docência nos anos iniciais do ensino fundamental: a percepção dos acadêmicos de Educação Física em situação de Estágio Curricular Supervisionado

  • Hugo Norberto Krug Universidade Federal de Santa Maria
  • Victor Julierme Santos da Conceição Universidade do Extremo Sul Catarinense
  • Rodrigo de Rosso Krug Universidade Federal de Santa Catarina
  • Cassiano Telles Universidade Federal de Santa Maria

Resumo

Esta investigação objetivou analisar a complexidade da docência nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na percepção de acadêmicos da Licenciatura em Educação Física do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em situação de Estágio Curricular Supervisionado (ECS), enfatizando o seu papel de professor, os seus sentimentos e os seus desafios. A metodologia caracterizou-se pelo enfoque fenomenológico sob a forma de estudo de caso com abordagem qualitativa. O instrumento utilizado para a coleta de informações foi um questionário com perguntas abertas. A interpretação das informações foi à análise de conteúdo. Os participantes foram quinze acadêmicos do 7º semestre do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM, matriculados na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado III (Séries/Anos Iniciais do Ensino Fundamental). Constatou-se uma realidade educacional complexa e desafiadora para a atuação do acadêmico de Educação Física em situação de ECS nos anos iniciais do Ensino Fundamental e, decorrente disso, uma variedade de sentimentos, tanto positivos quanto negativos, nos futuros docentes.

Palavras-chave: Educação Física. Estágio Curricular Supervisionado. Docência nos Anos Iniciais.

 

Biografia do Autor

Hugo Norberto Krug, Universidade Federal de Santa Maria
Doutor em Educação (UNICAMP/UFSM); Doutor em Ciências do Movimento Humano (UFSM); Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado (UFSM); Professor do Progrma de Pós-Graduação em Educação Física - Mestrado (UFSM); Professor do Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação (UFSM); Pesquisador Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM)
Victor Julierme Santos da Conceição, Universidade do Extremo Sul Catarinense
Doutor em Ciências do Movimento Humano (UFRGS); Professor da Universidade do Extremo Sul Catarinense; Pesquisador Associado do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM)
Rodrigo de Rosso Krug, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutorando em Ciências Médicas (UFSC); Pesquisador Associado do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educção Física (UFSM)
Cassiano Telles, Universidade Federal de Santa Maria
Mestrando em Educação Física (UFSM); Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM)

Referências

AQUINO, J. R. G. Apresentação. In: AQUINO, J. R. G. (Org.). Indisciplina na escola: alternativas técnicas e práticas. São Paulo: Summus, 1996.

BARRETO, M. da A. Ofício, estresse e resiliência: desafio do professor universitário. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

BARDIN, L. Tradução de Luis Antero Neto e Augusto Pinheiro. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BATISTA, A. S.; CODO, W. Crise de identidade e sofrimento. In: CODO, W. (Coord.). Educação, carinho e trabalho – burnout, a síndrome da desistência do educador, que pode levar à falência da educação. Petrópolis: Vozes; Brasília: CNTB/UnB, 1999.

Centro de Educação Física e Desportos - CEFD. Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Projeto político-pedagógico, 2005. Disponível em: <http://www.ufsm.br/cefd/index.php/graduacao/2-uncategorised/86-grade-licenciatura>. Acesso em: 10 jul. 2013.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Pretince Hall, 2002.

CONCEIÇÃO, V. J. S. da; KRUG, H. N. Influência das atividades acadêmicas na escolha pela área de atuação profissional em Educação Física: um estudo de caso sobre o currículo generalista dos cursos de Licenciatura. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 13, n. 125, p. 1-6, out. 2008. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd125/atividades-academicas-na-escolha-pela-atuacao-profissional-em-educacao-fisica.htm>. Acesso em: 25 out. 2008.

CONTREIRA, C. B.; FLORES, P. P.; KRÜGER, L. G.; KRUG, H. N. As implicações da decisão de ser professor de Educação Física para a vida pessoal e profissional: a compreensão dos acadêmicos da Licenciatura do CEFD/UFSM. Boletim Brasileiro de Educação Física, Brasília, n. 77, p. 1-7, nov./dez. 2009. Disponível em: <http://www.boletimef.org/biblioteca/2610/Implicacoes-da-decisao-de-ser-professor-de- Educacao-Fisica>. Acesso em: 20 set. 2009.

DARIDO, S. C.; NETO, L. S. O contexto da Educação Física na escola. In: DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. (Org.). Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

FARIAS, G. O.; SHIGUNOV, V.; NASCIMENTO, J. V. Formação e desenvolvimento profissional dos professores de Educação Física. In: SHIGUNOV, V.; SHIGUNOV NETO, A. (Org.). A formação profissional e a prática pedagógica: ênfase nos professores de Educação Física. Londrina: O Autor, 2001.

FAZENDA, I. (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 1989.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, B. A. Formação de professores e carreira: problemas e movimentos de renovação. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2000.

GAUTHIER, C. et al. (Org.). Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: UNIJUÍ, 1998.

GHEDIN, E.; ALMEIDA, M. I.; LEITE, Y. U. F. Formação de professores: caminhos e descaminhos da prática. Brasília: Líber Livro Editora, 2008.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, mai./jun. 1995.

ILHA, F. R. da S.; MASCHIO, V.; KRUG, H. N. A compreensão dos acadêmicos da Licenciatura do CEFD/UFSM sobre as abordagens de ensino da Educação Física. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 13, n. 127, p. 1-9, dez. 2008. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd127/a-compreensao-dos-academicos-da-licenciatura-sobre-educacao-fisica.htm>. Acesso em: 13 dez. 2008.

INFANTE, M. J.; SILVA, M. S.; ALARCÃO, I. Descrição e análise interpretativa de episódios de ensino: os casos como estratégia de supervisão reflexiva. In: ALARCÃO, I. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996.

IVO, A. A.; KRUG, H. N. O Estágio Curricular Supervisionado e a formação do futuro professor de Educação Física. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 13, n. 127, p. 1-18, dez. 2008. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd127/a-formacao-do-futuro-professor-de-educacao-fisica.htm>. Acesso em: 05 dez. 2008.

JESUS, S. N. de. Como prevenir e resolver o stress dos professores e a indisciplina dos alunos? Lisboa: ASA, 1999.

KRUG, H. N. Rede de auto-formação participada como forma de desenvolvimento do profissional de Educação Física. 2004. Tese (Doutorado em Ciência do Movimento Humano) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

______. O planejamento, o desempenho e as contribuições deixadas aos escolares no Estágio Curricular Supervisionado na percepção dos acadêmicos da Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, a.15, n.148, p.1-8, sep., 2010. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd148/contribuicoes-no-estagio-curricular-supervisionado.htm>. Acesso em: 14 set. 2010.

______. Os problemas/dificuldades na prática pedagógica nos Estágios Curriculares I-II-III na percepção dos acadêmicos da Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 16, n. 158, p. 1-11, jul. 2011. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd158/os-problemas-na-pratica-pedagogica-em-educacao-fisica.htm>. Acesso em: 11 jul. 2011.

KRUG, H. N.; ANTUNES, F. R.; MAZZOCATO, A. P. F.; CARAMÊS, A. de S.; CASSAROTTO, V. J. Os sentimentos expressos pelos acadêmicos da Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM durante a experiência docente no Estágio Curricular Supervisionado. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 17, n. 172, p. 1-7, set. 2012. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd172/os-sentimentos-expressos-pelos-academicos.htm >. Acesso: em 03 set. 2012.

LIMA, V. M. M. A complexidade da docência nos anos iniciais na escola pública. Revista Nuances: Estudos Sobre Educação, ano XVIII, v. 22, n. 23, p. 151-169, maio/ago. 2012.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

LUFT, C.P. MiniDicionário Luft. São Paulo: Ática/Scipione, 2000.

MARCELO GARCIA, C. Formação de professores – para uma mudança educacional. Porto: Porto Editora, 1999.

MARQUES, M. N.; KRUG, H. N. Os aspectos positivos e negativos sentidos pelos acadêmicos de Educação Física do CEFD/UFSM durante a realização do Estágio Curricular Supervisionado. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 15, n. 147, p. 1-6, ago. 2010. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd147/aspectos-positivos-do-estagio-curricular-supervisionado.htm>. Acesso: 22 ago. 2010.

MATTOS, M. G. de. Vida no trabalho e sofrimento mental do professor de Educação Física da escola municipal: implicações em seu desempenho e na vida profissional, 1994. Tese (Doutorado em Administração Escolar) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1994.

MOLINA NETO, V. Etnografia: uma opção metodológica para alguns problemas e investigação no âmbito da Educação Física. In: MOLINA NETO, V.; TRIVIÑOS, A. N. S. (Org.). A pesquisa qualitativa em Educação Física: alternativas metodológicas. Porto Alegre: Sulina, 2004.

PÉREZ GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992.

PERRENOUD, Ph. Práticas pedagógicas, profissão docente e formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

SANTINI, J.; MOLINA NETO, V. A síndrome do esgotamento profissional em professores de Educação Física: um estudo na rede municipal de ensino de Porto Alegre. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, n. 3, v. 19, p. 209-222, set. 2005.

SCHÖN, D.A. Tradução de Robert Cataldo Costa. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

SHIGUNOV, V.; DORNELLES, C. I. R.; NASCIMENTO, J. V. do. O ensino da Educação Física: a relação teoria e prática. In: SHIGUNOV NETO, A.; SHIGUNOV, V. (Org.). Educação Física: conhecimento teórico x prática pedagógica. Porto Alegre: Mediação, 2002.

SILVA, M. S. da; KRUG, H. N. Os sentimentos satisfação e insatisfação dos professores de Educação Física. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, ano 12, n. 115, p. 1-8, dez. 2007. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd115/satisfacao-e-insatisfacao-dos-professores-de-educacao-fisica.htm>. Acesso em: 08 dez. 2007.

SOUSA, I. S. de. Elementos críticos para elaboração de uma teoria pedagógica da Educação Física Escolar: um estudo nas escolas públicas do município de Aracajú (SE), 1992. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

TARDIF, M.; LESSARD, C. Tradução de João Batista Kreuch. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2005.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VOLPATO, G.; BAUMER, E. R.; AZEREDO, J. L. de; DOMINGUINI, L. Desafios da profissão e problemas na formação de professores na percepção de acadêmicos de Artes Visuais e Matemática. Revista Educação em Perspectiva, Viçosa, v. 2, p. 222-245, jul./dez. 2011.

ZEICHNER, K. M. El maestro como profissional reflexivo. Cuadernos de Pedagogías, Barcelona, n. 220, p. 44-49, 1993.

Publicado
2015-06-26
Seção
Artigos