Educação indígena: um olhar a partir da legislação educacional e a busca por uma etnoeducação

  • Marta Regina Brostolin UCDB

Resumo

A educação escolar indígena no Brasil tem obtido desde a década de 70, avanços significativos no que diz respeito à legislação que a normatiza. Se hoje existem leis bastante favoráveis quanto ao reconhecimento da necessidade de uma educação diferenciada e de qualidade para as populações indígenas, na prática, entretanto, há enormes conflitos e contradições. Este trabalho visa fazer uma breve análise da  temática a partir do discurso legal à  construção de propostas inovadoras em  busca de  uma etnoeducação.

Biografia do Autor

Marta Regina Brostolin, UCDB

Mestre em Educação, doutoranda do Programa de Desenvolvimento Local, pesquisadora do Programa Nação Terena, coordenadora dos Cursos em Sistema Modular, professora da graduação e pós-graduação da Universidade Católica Dom Bosco.

Referências

BRANDÃO, C. R.O que é Educação. São Paulo, Brasiliense, 1981.

BRASIL. Constituição da república federativa do Brasil. Brasília: Centro Gráfico do Estado Federal, 1988.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas. Brasilia: MEC,1998.

CARVALHO, I. M. Professor indígena: um educador do índio ou um índio educador. Campo Grande : UCDB, 1998.

DURKHEIM, E. Educação e Sociologia. São Paulo: Melhoramentos,1978.

FERNANDES, F. Organização social dos Tupinambás. São Paulo: Instituto Editorial Progresso, 1941.

GEERTZ, C. A interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Ed. Zahar,1978.

KÜPER, W. Pedagogia intercultural bilíngüe – experiências de la region Andina. Quito/Equador, 1993.

MANGOLIM, O. Povos indígenas no Mato Grosso do Sul: vivemos por mais 500 anos. Campo Grande: Conselho Indigenista Missionário, 1993.

__________Da escola que o branco faz à escola que o índio necessita e quer: uma educação indígena de qualidade. Campo Grande-MS. Dissertação apresentada à Universidade Católica Dom Bosco para obtenção do título de Mestre em Educação, 1999 (mimeo).

MARTINS, G.R.. Breve painel etno-histórico do Mato Grosso do Sul. Campo Grande: Universidade Federal de MS-FND, 1992.

MELIÁ, B. Educação indígena e alfabetização. São Paulo: Loyola, 1979.

RAMOS, A. R. Sociedades Indígenas. 2 ed. São Paulo: Ática, 1988.

SILVA, A L. (Org.). A questão da educação indígena. São Paulo: Brasiliense,1981.

SILVA, A (Org). A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1 e 2 graus. Brasília:MEC/MARI/UNESCO,1995.

SALVADOR, C.C. Aprendizagem escolar e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artes Médicas,1994.

TAUKANE, D. A história da educação escolar entre os Kurâ-Bakairi. Cuiabá, 1999.

VIERTLER, R. B. Tadarimana. Projeto de desenvolvimento e escola indígena. Comissão Pró-Índio de São Paulo. São Paulo: Brasiliense, 1981.

Publicado
2013-11-05
Seção
Dossiê