A psicologia histórico-cultural na formação do profissional docente

  • Andréa Maturano Longarezi Uberaba.

Resumo

O objetivo deste artigo é debater os fundamentos teórico-metodológicos da psicologia histórico-cultural e suas contribuições na formação do profissional da educação, a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido num Centro Municipal de Educação Infantil da cidade de Uberaba/MG. Tal como temos entendido e praticado a formação docente, esse processo se dá na unidade constituída pela teoria e prática, mediada pela atividade do outro. Disso decorrem dois pressupostos importantes. O primeiro refere-se à concepção e prática de formação continuada de professores, colocando a participação efetiva do professor como ­princípio dos processos formativos nos quais está inserido. O segundo se relaciona com a concepção e a prática de pesquisa, que concebem o professor como colaborador, numa relação entre sujeitos.

Biografia do Autor

Andréa Maturano Longarezi, Uberaba.
Universidade de Uberaba

Referências

ALVARADO PRADA, Luis Eduardo. Formação participativa de docentes em serviço. Cabral ­Editora Universitária 1997.

ANDRÉ, Marli E. D. A. Processo coletivo de construção do saber docente. In: Reunião Anual da Associação Nacional e Pesquisa e Pós-Graduação em Educação, 17. Anais... Caxambu, 1994.

DAVIDOV, V. Tipos de generalización en la enseñanza. Havana: Editorial Pueblo y Educación, 1982.

DAVIDOV, V. El aporte de A N. Leontiev al desarollo de la psicologia. In: GOLDER, M. Angustia por la utopía. Buenos Aires: Ateneo Vigotskiano de la Argentina, 2002.

DUARTE, Newton. Ontologia e Historicidade: contribuições a uma reflexão filosófico-ontológica sobre o trabalho educativo. Araraquara, 1997. (Artigo Inédito)

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do Psiquismo. São Paulo: Ed. Moraes, s/d.

______. Actividad, Consciencia, Personalidad. Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1983.

______. A. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: Vygotsky, L. (et al.) Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 1988.

MOLL, L. C. Vygotsky e a educação: implicações pedagógicas da psicologia sócio-histórica. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

MOURA, Manoel Oriosvaldo de. A educação escolar como atividade. In: Encontro Nacional de Didática e Prática de ensino, 9. Olhando a qualidade de ensino a partir da sala de aula. Anais... Águas de Lindóia: FEUSP, 1998.

MOURA, M. O. O educador matemático na coletividade de formação. Uma experiência com a escola pública. Tese (Livre Docência) – FE/USP, São Paulo, 2000.

PENIN, S. T. S. A Professora e a construção do conhecimento sobre o ensino: algumas mediações. In: Reunião Anual da Associação Nacional e Pesquisa e Pós-Graduação em Educação, 17. Anais... Caxambu, 1994.

SERRÃO, Maria Isabel B. Estudantes de pedagogia e a “atividade de aprendizagem” do ensino em formação. Tese de doutorado – USP, São Paulo, 2004.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

WERTSCH, J. V. Vygotsky y la formación social de la mente:cognición y desarrollo humano. 1.ed., Barcelona: Paidós, 1988.

Publicado
2013-06-12
Seção
Artigos