Imprensa jornalística e educação protestante na cidade de Sorocaba no final do século XIX

  • Ivanilson Bezerra Silva Universidade Brasil
  • Wilson Sandano Universidade de Sorocaba
Palavras-chave: escola protestante, imprensa, maçonaria.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar como a imprensa jornalística sorocabana foi utilizada estrategicamente para divulgar a escola protestante em Sorocaba no final do século XIX. Concentramos nossa atenção nos jornais que circularam em 1870-1894, período de maior circulação de notícias relacionadas à inserção do presbiterianismo, implantação da escola protestante em Sorocaba, e também por representar um momento marcado por um acentuado processo de politização, que atribuía à educação a responsabilidade de solidificar os ideais defendidos por republicanos, maçons e protestantes. Entre as escolas que compunham o campo educacional sorocabano, estava a escola protestante organizada pela professora Palmira de Cerqueira Leite. Após a saída da referida professora, assumiu a direção da escola o professor e pastor José Zacharias de Miranda e Silva, que, além de mudar o nome da escola, construiu aproximações com agentes sociais republicanos e maçons, que viam essa instituição educacional como moderna.

Biografia do Autor

Ivanilson Bezerra Silva, Universidade Brasil

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Sorocaba (2005). Mestrado em Educação pela USP (2010).
Doutorado em Educação pela USP. Fui professor titular da UNIESP – Faculdade de Sorocaba do Curso de Pedagogia e
Professor responsável pelo Grupo de pesquisa em História, sociedade e educação. Fui professor da Universidade Paulista.
Membro do grupo de pesquisa: Estudos História da Educação e Religião GEHER (USP), grupo de pesquisa: Núcleo
Multidisciplinar de Estudos do Protestantismo – NUMEP (Mackenzie) e Intelectuais da Educação Brasileira (USP). Atualmente Diretor Geral da Faculdade de Tietê (Universidade Brasil).

Wilson Sandano, Universidade de Sorocaba

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade de Sorocaba.

Pesquisador do Grupo de Estudos de História da Educação

Referências

ALEIXO IRMÃO, José. A perseverança III e Sorocaba. Da fundação à Proclamação da República (1869-1899). Sorocaba, SP: Fundação Ubaldino do Amaral, 1999. Vol. I.

ALMEIDA, Aluiso. História de Sorocaba – 18822-1889. Sorocaba, SP: Gráfica Guarani, 1951.

AZEVEDO, F. de. Uma interpretação do Instituto Mackenzie. Conferência de Fernando de Azevedo proferida no 90º aniversário do Instituto Mackenzie. O Mackenzie, São Paulo, ano 20, n. 61, dez. 1960.

BADDINI, Cássia Maria. Sorocaba no império: comércio de animais e desenvolvimento urbano. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2002.

BLACKFORD, A. L. The Missionary. (Editada por “The Secretary of Foreign Missions of the Presbyterian Church,USA, monthy from Richmond, Virginia). Janeiro, 1870. p.10-12.

BLACKFORD, A. L. Primeiro Livro de Ata da Igreja Presbiteriana de Sorocaba. Sorocaba, SP, 1869.

CARMO, Jefferson Carriello. Algumas aproximações entre a educação e trabalho em Sorocaba no final do século XIX e no início do século XX. Revista HISTEDBR on-line, Campinas, SP, n. 21, p. 141-52, mar. 2006.

CARVALHO, M. M. C. de. A escola e a república. São Paulo: Brasiliense, 1989.

DESSOTTI, Isabel Cristina Caetano. A educação operária no final do XIX e início do XX em Sorocaba sob o olhar da imprensa: o escrito e o silenciado. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, 2017.

GONZALEZ, Jorge Luiz Cammarano; SANDANO, Wilson. A formação da educação escolar pública em Sorocaba 1850-1880. Revista HISTEDBR on-line, Campinas, SP, n. 16, p. 36-60, dez. 2004.

GOLDMAN, Frank P. Os pioneiros americanos no Brasil (educadores, sacerdotes, covos e reis). São Paulo: Pioneira, 1972.

HILSDORF, Maria Lúcia S. Escolas americanas de confissão protestante na Província de São Paulo, um estudo de suas origens. 1977. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 1977.

LÉONARD, É. G. O protestantismo brasileiro: estudo de eclesiologia e de história social. Rio de Janeiro: JUERP, 1981.

LIVRO de Jóias e Mensalidades da Loja Maçônica Constância, 1850. 54p.

LIVRO de Registro de Casamentos da Igreja Presbiteriana de Sorocaba: 1877-1890.

MENON, Og Natal. A educação escolarizada em Sorocaba entre o Império e a República. São Paulo: PUC, 2000. v. I., 367p.

MORAES, Carmen Sylvia Vidigal. O ideário republicano e a educação. Uma contribuição para a História das Instituições. Campinas, SP: Mercados das Letras, 2006.

OFÍCIO encaminhado ao Inspetor Geral da Instrução Pública, por Antonio Gonzaga Sêneca de Sá Fleury, Inspetor do Distrito da Instrução Pública de Sorocaba, em 25 de novembro de 1883.

RIBEIRO, Boanerges. Protestantismo e cultura brasileira: aspectos culturais da implantação do protestantismo no Brasil. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1981. 416p.

SILVA, I. B. da. A cidade, a igreja e a escola: relações de poder entre maçons e presbiterianos em Sorocaba na segunda metade do século XIX. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2010.

WARDE, M. J. O futuro está nas mãos da psicologia e da pedagogia científica: São Paulo, dos anos dez aos anos trinta do século XX. ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA – O lugar da História, 17. ANPUH/SPUNICAMP. Anais... Campinas, SP, 6 a 10 de setembro de 2004. Cd-Rom.

Publicado
2018-05-23
Seção
Artigos