O desenho infantil e as relações étnico-raciais na educação infantil: uma discussão necessária?

Flavia de Jesus Damião

Resumo


O presente artigo busca discutir a inserção do desenho e das relações étnico-raciais na educação infantil. Concebidos como produções sociais, o desenho infantil e as relações étnico-raciais são constituídos no plano da intersubjetividade, carregando em si a marca da tensão, do conflito, da influência e da interação entre a criança e o outro. Nessa perspectiva, o texto aponta o desenho infantil como uma linguagem social por meio da qual a criança representa experiências vividas e imaginadas, incluindo as de ordem étnico-raciais, buscando perceber a si e significar a sua realidade. A assunção da tarefa de problematizar o desenho e as relações étnico-raciais por parte das instituições que atendem as crianças de 0 a 6 anos deve ser realizada, porque na relação dialógica entre individualidade e sociedade, é necessário buscar um trânsito efetivo entre as várias possibilidades de ser, de estar no mundo, sem que isso possa significar a idéia de desigualdade entre as crianças.


Texto completo:

PDF

Referências


CAVALLEIRO, Eliane dos Santos. Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. São Paulo: Contexto, 2000.
CUNHA JÚNIOR, Henrique. Africanidade, afrodescendência e educação. Educação em debate, Fortaleza, v.2, n.42, 2001.
DERDYK, Edith. Formas de pensar o desenho: o desenvolvimento do grafismo infantil. São Paulo: Scipione, 1989.
FRENETTE, Marco. Disponível em: <http://www2.uol.com.br/simbolo/raça/1099/inf_01.htm>. Acesso em: 31 jul., às 0h33min.
GUSMÃO, Neusa M. M. Linguagem, cultura e alteridade: imagens do outro. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.107, p.41-78, 1999.
HUYGHE, René. Sentido e destino da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1986.
IAVELBERG, Rosa. O desenho cultivado na criança. In: CAVACANTE, Zélia (Coord.). () .Arte na sala de aula. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.
OLIVEIRA, Ivone Martins. Preconceito e autoconceito: identidade e interação na sala de aula. 2.ed. Campinas: Papirus, 1994.
SILVA, Maria Cintra. A constituição social de desenho da criança. Campinas: Mercado das Letras, 2002.
SILVA, Tomaz Tadeu (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2318-1982 
ISSN impresso: 1414-5138 (até n.34, jul./dez.2012)

 

 


Indexada em: